spot_img
sexta-feira, agosto 12, 2022
MAIS

    ULTIMAS NOTICIAS

    Probiótico adicionado à merenda escolar auxilia na imunidade

    Produto contendo micro-organismos benéficos à saúde é adicionado à carne moída, ao molho do frango ou ao risoto, entre outros alimentos. Produto colabora com o sistema digestivo e imunológico

    Há um mês a Secretaria de Educação de Jaraguá do Sul começou a adicionar na merenda escolar um probiótico que auxilia no aumento da imunidade do organismo. O probiótico Neoimuno Beta Glucanas não tem contraindicações nem possui alergênicos e é produzido por uma empresa de biotecnologia de Barra Velha. Trata-se de um pó que contém probióticos (micro-organismos vivos benéficos à saúde humana) e que pode ser misturado aos alimentos, sem afetar o sabor, a textura ou o cheiro. Porém, comprovadamente, ajuda a manter a microbiota (conjunto de micro-organismos) intestinal saudável e colabora com o sistema digestivo e imunológico. A nutricionista responsável técnica de alimentação escolar Elza Vieira afirma que a ação da Secretaria de Educação de Jaraguá é pioneira no País, de acordo com pesquisas realizadas na área de nutrição escolar.

    A secretária de Educação Ivana Dias explica que o objetivo é proporcionar aos alunos da rede municipal uma suplementação alimentar eficaz, segura e natural para prevenção de doenças intestinais e respiratórias, por meio da capacidade do probiótico de melhorar o sistema imunológico. “Além disso, os probióticos são capazes de promover melhor  suporte nutricional, o que auxilia no desempenho pedagógico, eis que se terá uma criança mais saudável”, enfatiza.

    Na merenda escolar desta quarta-feira na Escola Waldemar Schmitz, na Ilha da Figueira, o probiótico foi adicionado ao molho de frango que foi servido junto com polenta na hora do recreio. Os pequenos amaram a refeição e alguns até pediram para repetir. Eles não sabiam, mas além dos nutrientes presentes na carne do frango e no prato de polenta, também estavam ingerindo probióticos que auxiliam na saúde. As agentes de alimentação e nutrição confirmaram que a adição do pó não altera o sabor ou o cheiro dos alimentos e disseram que a aceitação dos alunos está ótima. O probiótico é adicionado aos alimentos três vezes por semana, normalmente nas segundas, quartas e sextas-feiras. Todas as agentes de alimentação e nutrição, tanto das escolas municipais, quanto dos centros de educação infantil, passaram por treinamento antes de começar a usar o produto. 

    Latest Posts

    Não Perca

    × Como posso te ajudar?