spot_img
segunda-feira, junho 27, 2022
MAIS

    ULTIMAS NOTICIAS

    Procuradoria da Mulher e Rede Feminina de Jaraguá do Sul participam da votação do PL que permite repasse do Estado às Redes

    Na tarde de terça-feira (14), por meio da Procuradoria da Mulher da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, a procuradora Nina Santin Camello, a presidente de Rede Feminina de Combate ao Câncer de Jaraguá do Sul, Márcia Silveira, e demais voluntárias da entidade, participaram da votação do PL 17/2022, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

    De autoria da deputada Ada de Luca (MDB), o projeto de lei permite o repasse de recursos do Fundo Estadual de Saúde às redes femininas de combate ao câncer dos municípios catarinenses. O mesmo foi aprovado e passará pela votação da Redação Final antes de seguir para análise do governador.

    Conforme o texto aprovado, os repasses serão feitos por meio de convênio, estando restritos às unidades da rede feminina legalmente constituídas e detentoras de declaração de utilidade pública. Atualmente, 71 municípios contam com a rede, com quase 4 mil voluntárias, responsáveis por 100 mil atendimentos ao ano.

    Segundo a vereadora Nina Santin Camello, que tem uma longa trajetória na Rede, esse projeto representa uma vitória para as entidades, assim como para toda a população. “Uma luta de todos porque vai dar melhores condições financeiras e mais dignidade a esse trabalho incrível que os anjos de rosa desenvolvem por todo o Estado”, completa.

    Voluntárias das redes femininas de todo o estado acompanharam a votação no Plenário Deputado Osni Régis e comemoraram a aprovação do projeto, cantando o Hino da Rede Feminina de Combate ao Câncer, inspirado na canção francesa La Vie en Rose.

    Latest Posts

    Não Perca

    × Como posso te ajudar?